Alguns sinais de que você pode estar com depressão

Publicado em 15 de abril de 2018.

depression_roundedA depressão é uma doença silenciosa e solitária. Muitas vezes a própria pessoa não percebe que pode estar atravessando um episódio ou um período de depressão e as consequências tanto para ela quanto para as pessoas que convivem ao seu redor podem ser bastante importantes. Comumente pensamos na depressão como uma doença altamente incapacitante, que torna as pessoas incapazes de funcionar normalmente, de sair ou de trabalhar. Mas bem antes do quadro se aprofundar dessa maneira, já existem alguns sinais que demonstram que algo não vai bem.

Curiosamente essa doença pode se manifestar de formas diferentes em cada um e homens e mulheres podem reagir a episódios depressivos de formas completamente distintas. Nos homens, especificamente, a depressão apresenta algumas características mais marcantes que você pode conhecer nesse post aqui.

As vezes, a depressão responde bem apenas à terapia. Outras vezes, torna-se necessário associar a medicação, o que deve ser feito por um Psiquiatra, sendo também recomendada a terapia de forma conjunta.

Também é importante desassociar depressão de tristeza ou luto. A tristeza é uma emoção normal quando se passa por uma situação de perda. Mas ao contrário, quando uma mudança importante no humor persiste por meses e não é fruto de uma perda significativa, uma separação amorosa, morte de alguém querido ou ainda por conta de uma doença grave ou mudança no trabalho, vale ficar alerta.

Entre os sinais que vale a pena observar , ressaltamos:

1 – Irritação

Estranho? Pois é isso mesmo…. A irritação em geral é associada ao estresse, mas nem sempre à depressão. E muitas vezes, especialmente no universo masculino, a depressão pode aparecer travestida de uma constante irritação que não passa com o tempo, mesmo quando os estressores já deixaram de incomodar tanto. Muitas vezes essa irritação é acompanhada de uma falta de perspectiva, o que é um fator diferencial para o diagnóstico. Se irritar é normal em diversos momentos em nossas vidas, mas viver eternamente enfurecido é sinal que algo vai mal…

2 – Dificuldade de concentração

Este é mais um sintoma diferente. Algumas pessoas associam a dificuldade de concentração à ansiedade ou ao Transtorno de Atenção e Hiperatividade, que antigamente era chamado apenas de hiperatividade. Na verdade, vale se observar e verificar como anda a capacidade de leitura de textos e livros e de concentração. A dificuldade ou até a incapacidade de se concentrar (atenção voluntária) e entender textos pode mostrar que estamos entrando ou passando por um momento deprimido.

3 – Humor rebaixado persistente

Mau humor todos temos. Ele chega por algum motivo, se instala por horas e passa novamente quando reencontramos a alegria em situações cotidianas. Agora um rebaixamento no humor significa uma incapacidade de se alegrar e se animar com qualquer coisa que seja. Este humor rebaixado é como aquela falta de vontade de fazer as coisas e que não melhora nem quando somos convidados a participar de algum evento, ou até mesmo para um passeio. Quando não há mudança alguma e ficamos presos nessa “falta de vontade” então precisamos ficar atentos. Em geral, essa sensação é associada a ideia de que nada irá melhorar mesmo…

4 – Aperto no peito / angústia / tristeza

Às vezes está tudo aparentemente bem, mas existe uma constante sensação de sufocação, um aperto no peito, que se apodera de nosso corpo sem pedir licença. Ficamos ainda mais indignados ao perceber que possivelmente talvez não exista nenhuma explicação plausível para o fato. Então junto com esse aperto, sobrevém uma angústia e uma tristeza extrema. Chora-se sem motivo, há uma apatia no olhar e mesmo as tarefas simples parecem ser extremamente penosas. Atenção, pode ser a depressão batendo à porta.

5 – Sentir-se culpado por tudo que dá errado

Todos erramos e reconhecer nossos erros faz parte do processo de aprendizado e amadurecimento. Mas se culpar por fatos que muitas vezes sequer passam perto de nossa responsabilidade pode dizer muito sobre a depressão. Quando estamos deprimidos tendemos a fazer um excesso de auto-referência e a causa dos fracassos passa a ser exclusivamente nossa responsabilidade. Podemos nos sentir unicamente responsáveis pelo cachorro abandonado na rua, pelo mendigo na calçada, etc.  Compaixão é uma coisa, agora se sentir responsável pelas mazelas do Mundo é em geral um indício importante de estarmos atravessando um episódio depressivo.

6 – Falta ou excesso de sono

Uma ou algumas noites dormindo mal são fatos corriqueiros em nossas vidas. Mas quando este problema persiste por meses, é fato que algo não vai bem. Se temos dificuldade para adormecer ou acordamos e não conseguimos pegar mais no sono, certamente a cabeça está cheia de preocupação. Se por qualquer motivo não formos capazes de ativar válvulas de alívio, pode ser que a depressão se instaure.

Outro sintoma corriqueiro no consultório é a hipersonia ou o excesso de sono. Sim, pode ser que algumas horas a mais no sábado ou no domingo não sejam preocupantes, mas o fato de acordar, tomar café e querer voltar para a cama para dormir, pode indicar que há algum desequilíbrio mais importante ocorrendo e acende um sinal amarelo.

7 – Fome em excesso ou ausência de apetite

Esta é outra das formas conflitantes pelas quais os desequilíbrios da mente podem se manifestar. Algumas pessoas relatam uma vontade de comer excessiva e que não para mesmo após se alimentarem. Outras contam ter perdido completamente o apetite e o  prazer em comer, emagrecem e empalidecem. Se este é o seu caso, mesmo não tendo quaisquer outros sintomas vale a pena buscar ajuda. Mesmo durando pouco tempo, se alimentar inadequadamente pode levar a um aumento significativo de peso com suas consequências e comorbidades ou até mesmo à falta de nutrientes necessários para o funcionamento normal dos órgãos e em última instância até a anorexia.

8 – Desinteresse

Quando estamos saudáveis, muitas vezes perdemos o interesse por algo e recobramos por outra coisa. substituímos um esporte por outro, um hobby por outro e assim sucessivamente. Agora quando o desinteresse aparece de forma generalizada, pela vida, pelo trabalho e pelas pessoas, torna-se algo preocupante. Em outros casos, pode ser que o desinteresse se instaure apenas em um campo específico, como por exemplo na vida sexual. Vale sempre o auto-conhecimento como forma de identificação se temos um problema ou essa sempre foi a nossa forma de ser. Por outras vezes, o desinteresse é algo momentâneo  e passa. Em outras, trata-se novamente de um dos muitos disfarces pelos quais a depressão se manifesta.

9 -Falta de perspectiva

Quando a depressão se instaura, existe uma clara sensação que nada nem ninguém poderá nos ajudar. Parece que as perdas que sofremos são irreversíveis. Não há nada que nos faça mudar de ideia, quanto à nossa situação parecer irremediável. Se esta sensação de ausência de alternativas e de futuro se prolongar por longo prazo, pode levar à ideia de que talvez realmente a morte venha como um alívio para tamanho sofrimento. Não como um objetivo em si, mas apenas como uma aparente saída.

Esta lista não esgota as possibilidades nem as possíveis formas de aparecimento da depressão. Acima de tudo, saiba que você não está sozinho(a) e que existem diversas opções de tratamento. Muitas vezes, as medidas envolvem uma mudança global no estilo de vida, incluindo mudanças de hábitos e costumes. Se você quer saber mais sobre como se defender da depressão, clique aqui para ler 5 dicas para lidar melhor com a doença em seus estágios iniciais.

Caso você perceba que mesmo apenas um destes itens relatados tem afetado você de forma significativa e persistente, procure um profissional especializado. As opções de tratamento incluem psicoterapia, reeducação alimentar, fitoterapia, acupuntura e exercícios regulares, que juntos ajudam muito a reverter quadros depressivos. E  mesmo quando isso não ocorre, existe a medicação que pode e deve ser usada como um poderoso aliado ao restabelecimento da saúde.

Para marcar sua consulta particular, mande mensagem para o cel (11) 98960 0423 que retornaremos o seu contato.

Ilan Fernando Segre
Psicólogo Clínico USP (CRP 06/112563)
Pós-grad.  Fitoterapia Fac. Mario Schenberg.
CONSULTÓRIO f: (11) 98960-0423

 

 

 


Comentários

carlos david segre

Em 17 de março de 2016 às 19:37

muito bem escrito, muito didatico e espontaneo; parabens Ilan


Clarice Pessoa

Em 10 de agosto de 2018 às 21:12

Então estou com a maldit depressao


Angela

Em 15 de junho de 2018 às 15:29

Minha filha ,está em um quadro de depressão é preciso fazer algo ,para ajuda la


Ilan

Em 03 de julho de 2018 às 22:12

Boa noite, Angela. Muitas vezes os casos de depressão demandam ajuda psiquiátrica e psicológica. O melhor é buscar ajuda especializada. Estamos à disposição. Abraços, Ilan


Simone Miranda Rosendo Tomaz

Em 01 de julho de 2018 às 23:26

Boa Noite
Doutor, me chamo Simone Tomaz
Me identifique muito com tudo que o Sr escreveu porquê, eu estou passando por tudo isso preciso de ajuda choro o dia todo, não sei mais o que fazer e hoje parei pra refletir e realmente preciso de ajuda.
Tenho duas filha pequenas que precisa muito de mim e infelizmente elas estão sofrendo muito ….


Ilan

Em 03 de julho de 2018 às 22:15

Boa noite, Simone. Se você se identificou com vários dos sintomas apresentados na matéria então o ideal é buscar uma consulta diagnóstica para confirmação e tratamento. A depressão tem tratamento, independente do grau de acometimento e severidade que cada paciente apresenta. Por isso, é importante que você procure ajuda especializada, seja em nossa clínica, seja com qualquer outro profissional de sua confiança. Abraços, Ilan


Bruna oliveira

Em 26 de agosto de 2018 às 19:17

Ando muito estressada..as vesez me vem alegria logo depois fico triste me tranco no quarto começo chora uma angustia enorme as vesez me da vontade de morre sei la


Izabel medrano lago

Em 06 de julho de 2018 às 04:35

Bom dia fui internar meu neto numa clínica de recuperação quando chegou lá ele não ficou aí depois de três dias eu levantei chorei doze horas sem para meus filhos me levaram no pisquiatra e estou tomando remédio mais tenho medo de dormir oque eu faço é muito triste eu era uma pessoa muito ativa agora não presto para nada obrigada


Ilan

Em 06 de julho de 2018 às 08:44

Ola Izabel;
Em primeiro lugar você precisa buscar alguém de sua confiança para conversar sobre o que ocorreu. Parece que o fato da internação do seu neto foi o grande gatilho para este entristecimento. A medicação sempre pode auxiliar temporariamente a lidar com a angústia, mas realmente seria indicado buscar ajuda profissional para conseguir lidar com a frustração e tristeza presentes. Falar sobre algo que é difícil para nós já é o começo do tratamento. Abraços e melhoras, Ilan


Alisson Cardoso de Oliveira

Em 23 de julho de 2018 às 17:14

Minha vida anda muito louca minha cabeça pensa mil coisas de uma vez meu Deus.


Ilan

Em 08 de agosto de 2018 às 15:49

Alisson, boa tarde. Apenas pelo que descreveu fica dificil entender claramente o que possa estar ocorrendo. Se os sintomas persistirem e você quiser marcar uma consulta, estamos à disposição. Um abraço


Sonia

Em 05 de agosto de 2018 às 18:40

Ola, nos ultimos meses perdi totalmente o interesse em.tudo..como demais. Sinto.muita vontade de dormir e comer. Nao tenho vontade de viver
Nao vejo perspectiva em.nada. tenho medo do dia seguinte…nos ultimos meses engordei 12 quilos. Nao estou conseguindo ficar perto de muita genyem


Ilan

Em 08 de agosto de 2018 às 15:52

Ola Sonia. Pelo tipo de sintomas descritos, é possível que você esteja sofrendo de depressão. Nesse caso, recomendo que você consulta um psicóilogo ou psiquiatra de sua confiança para confirmar o diagnóstico em uma consulta, bem como recomendar o tratamento adequado. É importante que você saiba que sempre existe tratamento para a depressão. Abraços.


Fabiano

Em 07 de agosto de 2018 às 15:40

Ola me chamo fabiano estou desconfiado que estou com depressão mesmo eu fazendo academia quando eu chego em casa da um aperto no peito desanimo fico deitado calado quetinho


Ilan

Em 08 de agosto de 2018 às 15:54

Ola Fabiano. Entendo os sintomas, o ideal é que você passe em consulta para entender a profundidade e frequência desses sintomas. A partir daí ficará mais claro se se trata de depressão e qual será o tratamento indicado.


Ilan

Em 08 de agosto de 2018 às 15:50

Boa tarde, Camila. A desatenção bem como a sensação de solidão podem estar sendo causados por diversos motivos. Não necessariamente você está sofrendo de depressão. Caso os sintomas não passem em alguns dias ou semanas, o ideal é buscar ajuda especializada. Abraços.


Thais

Em 22 de agosto de 2018 às 23:06

Oi sou thaIs tenho deprecao, minha deprecao começou quando tinha 3 anos isso foi por causa que minha mãe me deixou com minha vó, agora tenho deprecao porque fique morando com minha vó a 10 anos e agora minha mãe me levou para outro lugar para morar com ela e eu amo muito minha vó, as vezes começo a chorar do nada e fico com muita febre 🤒 queria muito me curar


Ilan

Em 27 de agosto de 2018 às 15:59

Ola Thais. Seria importante que você fizesse um diagnóstico correto da enfermidade, a fim de evitar confundir depressão com tristeza ou com a falta de alguém. Para isso, é importante que você procure um psiquiatra e ou um psicólogo de sua confiança.
Abraços, Ilan


Fernanda

Em 23 de agosto de 2018 às 07:43

Bom dia … me sinto sozinha só tenho vontade de chorar eu era tão alegre tão cheia de vida já não sei mais oq e uma noite de sono me passa tanta coisa pela cabeça já pedi a Deus pra me levar mas nem isso 😔 meu corpo dói ..


Ilan

Em 27 de agosto de 2018 às 16:01

Ola Fernanda,
Me parece que você talvez esteja passando por um período de tristeza profunda. Caso os sintomas que esteja experimentando não passem sozinhos, sugiro que você busque ajuda de uma psiquiatra para o correto diagnóstico e tratamento da depressão. É importante que você saiba que a depressão tem tratamento.
Abraços, Ilan


Yasmim

Em 02 de setembro de 2018 às 09:23

Olá bom eu não tenho com quem contar e não sei o que fazer choro quase todos os dias e faz muito tempo que me sinto sozinha não sinto fome


Ilan

Em 05 de setembro de 2018 às 16:42

Ola Yasmim;

Pela breve descrição de alguns sintomas, pode ser que você esteja sofrendo de depressão. Mas também pode ser que você esteja muito triste por alguma perda ou decepção em sua vida. Por isso, o ideal seria passar com um Psicólogo ou Psiquiatra de sua confiança, a fim de confirmar o diagnóstico e indicar o melhor tratamento para você. Abraços, Ilan


Vicente

Em 23 de setembro de 2018 às 13:43

Boa tarde Dr. Meu nome é Vicente, me ajude!!! A maioria destes sintomas estão acontecendo comigo, estou com medo, não quero aceitar esta situação.


Yara Almeida da Silva

Em 23 de setembro de 2018 às 17:34

Eu estou TD isso e mais um pouco tô muito chorona por TD quero chorar meu marido me deixa mais ainda pra baixo


Tania Cristina Gottberg

Em 26 de setembro de 2018 às 17:55

Ilan, parabéns pela abordagem desse tema infelizmente tão presente nos dias atuais!Sim, faz-se necessário e urgente encararmos a depressão de frente e a transformarmos em energia de vida, pois se ela vem por algum ou alguns motivo(s), é preciso compreendê-la para que a transformemos e façamos breve a sua passagem em nossa vida.Afinal, estamos aqui para aprendermos, amadurecermos e sermos alegremente realizados!Um abraço!


Aline dos santos sureira

Em 27 de setembro de 2018 às 22:58

Me espantei ao ler sobre a depressão,me enquadro em no mínimo 6 destes 9 pontos da depressão,preciso de ajuda..


Faça um comentário (seu e-mail não será publicado)